Quem inventou o trompete?

Poucos instrumentos musicais conseguem soar tão familiares ao público quanto o trompete. O trompete é um instrumento versátil que marca presença em uma grande variedade de gêneros musicais, como jazz e rock, sendo que artistas influentes como Louis Armstrong, Miles Davis, Maurice Andre e Phillip Smith ajudaram a levar esse instrumento ao estrelato.

No entanto, o trompete é muito mais do que um mero instrumento musical. Na verdade, ele faz parte da história mundial. Ao longo de milhares de anos, o trompete desempenhou um papel essencial em várias civilizações do planeta.

Ao longo desse artigo, nós vamos conhecer um pouco da história do trompete e seu lugar de importância no cenário musical.

Quando surgiu o primeiro trompete?

O trompete moderno nunca teria surgido sem as antigas trombetas de metal. As primeiras trombetas de metal conhecidas remontam a cerca de 1500 a.C. Algumas dessas trombetas (geralmente feitas de prata e bronze) foram descobertas no túmulo do rei Tutancâmon, no Egito, mas outras versões antigas desse instrumento também já foram encontradas na China, América do Sul, Escandinávia e Ásia.

Como a maioria das invenções surgem de objetos muito antigos, há um bom motivo para supor que as pessoas sopram em objetos para criar sons há mais tempo do que parece. Por exemplo, algumas civilizações já sopravam em chifres de alguns animais ou conchas para produzir som.

As melhorias no design de instrumentos e na fabricação de metais em larga escala no final da Idade Média e na era do Renascimento levaram a uma maior utilização da trombeta como instrumento musical.

As trombetas naturais dessa época consistiam em um único tubo espiralado sem válvulas e, portanto, só podiam produzir as notas de uma única série de tons.

O músico austríaco Anton Weidinger desenvolveu na década de 1790 o que podemos considerar o primeiro trompete propriamente dito. Esse trompete passou a contar com um mecanismo de chaves capaz de tocar todas as notas cromáticas de seu alcance.

Como os trompetes eram usados originalmente?

Os primeiros trompetes não eram usados ​​para fazer música como a conhecemos. Normalmente, eles eram usados ​​para fins religiosos e militares, o que os historiadores descobriram através de escritos religiosos e outros registros históricos.

Na época medieval, por exemplo, os trompetistas eram altamente protegidos por unidades militares, pois eram cruciais para transmitir instruções aos soldados a grandes distâncias. Nos tempos modernos, o “clarim” ainda é usado por militares, mas principalmente para homenagear seu uso anterior.

Por conta da sua quantidade limitada de notas, o uso do trompete original começou a diminuir no fim do século XVIII. No entanto, em meados de 1800, melhorias no sistemas de chaves e válvulas desse instrumento levaram ao seu uso mais amplo.

Seguindo sua capacidade de tocar qualquer nota necessária ao compositor, o trompete consolidou seu lugar como um instrumento musical dominante.

Durante o século XX, o conceito de “Música Pop” surgiu e, embora a música popular sempre tenha existido de uma forma ou de outra, as melhorias feitas na gravação de som significava que as músicas poderiam se tornar sucessos mais facilmente ao atingir muitas pessoas ao mesmo tempo.

No início, os sons de muitos instrumentos não eram bem reproduzidos em fitas cassete. No entanto, o trompete provou ser uma exceção e rapidamente se tornou um dos favoritos, graças ao seu som claro, alto e estável.

Virtuosos como Louis Armstrong levaram o trompete para a vanguarda da música popular durante a década de 1930 e sua popularidade continuou por décadas, graças a artistas como Dizzy Gillespie a Miles Davis.

O trompete tem se firmado no mundo da música ao longo da história e hoje pode ser ouvido em todos os tipos de estilos musicais, do rock ao clássico. Dito isto, lembre-se que o trompete é muito mais do que um instrumento musical. Ele é um verdadeiro pedaço da história humana!

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

12 Curiosidades interessantes sobre casamentos

Próximo Artigo

Por que será que os gorros possuem pompons?

Postagens Relacionadas