Por que será que a terra é marrom?

Da próxima vez que você sair para dar um passeio ao ar livre, aproveitando um momento agradável acompanhado de alguém ou sozinho, não pare simplesmente para cheirar as rosas; abaixe-se e observe o solo ao seu redor. Muito provavelmente você verá uma porção de terra com um certo tom de marrom.

De certo modo, isso é algo tão comum que acabamos aceitando como uma ordem natural das coisas: o céu é azul, o sol é amarelo e a terra é marrom. Ainda assim, tem que haver uma boa explicação por trás dessa seleção universal de cores, certo? Então, por que o solo quase sempre parece marrom?

Bem, na verdade, nem todo solo parece marrom, mas a maioria possui essa cor por causa do carbono deixado pelos micróbios, como veremos ao longo deste artigo.

A ciência por trás da terra

A maioria das pessoas não dá valor à terra, ou até a odeia, principalmente quando ela atinge nossas roupas ou entra em nossas casas. No entanto, o que poucos param para pensar é que a terra é uma mistura interessante de argila, areia, rochas e matéria orgânica. A parte mais importante desta equação, pelo menos quando se trata da cor do solo, é a matéria orgânica.

Dependendo de onde você estiver no mundo, a composição do solo será particularmente única. Na verdade, em muitos casos, você pode até identificar a localização da origem da maior parte da terra ao observar seu padrão único e a proporção de sua composição. De certo modo, até mesmo o Sherlock Holmes ficaria impressionado com esse tipo de pista!

Na maioria dos lugares onde os humanos vivem também existe água e vegetação. Essas são as áreas onde as coisas podem nascer e se desenvolver, e é por isso que as pessoas se estabelecem lá. No entanto, essas também são as áreas onde as coisas morrem.

Plantas e animais são formas de vida baseadas no carbono e, quando morrem, começam a se decompor. O que poucos sabem é que esse ciclo está intimamente ligado à cor marrom da terra.

Carbono deixado para trás por micróbios é o que torna a terra marrom

Quando um animal morre ou uma folha murcha cai de uma planta, os micróbios ao redor começam a “festejar”. Em suma, essas minúsculas criaturas começam a quebrar a forma de vida baseada no carbono com certas enzimas que podem separar o material em pedaços menores e mais fáceis de digerir.

Muito do carbono nessas plantas e animais também entra nas células de cada micróbio. No entanto, os micróbios não vivem para sempre, sem falar que também não conseguem lidar com a enorme quantidade de forragem de carbono no mundo; então, quando esses micróbios morrem, suas estruturas recheadas de carbono se juntam à crescente pilha de matéria em decomposição no solo.

Vale destacar que uma boa parte do carbono ainda é liberada de volta para a atmosfera como dióxido de carbono, mas outra parte permanece no solo; portanto, solos em locais com abundante vida animal, microbiana e vegetativa tendem a ter um alto teor de carbono, o que acaba deixando a terra com uma coloração marrom.

Mais especificamente, existem polímeros de carbono chamados compostos húmicos que são encontrados em altas concentrações nesses solos. Assim como a cor de qualquer objeto que você vê, a cor do solo depende de quais comprimentos de onda de luz o objeto absorve ou reflete. Sendo assim, esses polímeros de carbono tendem a absorver quase todas as cores do espectro de luz, refletindo apenas uma cor marrom opaca.

Os solos podem ser bem mais coloridos do que muita gente imagina

Apesar da cor marrom servir como um “padrão”, o solo pode apresentar qualquer cor, variando do vermelho e branco ao verde e cinza. Como mencionado anteriormente, tudo depende da composição de proteínas e minerais da terra em questão.

Por exemplo, solos vermelhos são comumente vistos quando há uma grande quantidade de óxidos de ferro na sujeira; já os solos amarelados geralmente contam com menos matéria orgânica, como ocorre frequentemente em climas desérticos e áridos.

Certos minerais presentes em altas concentrações também podem provocar algumas cores bem inusitadas no solo. Uma alta concentração de calcita pode, por exemplo, fazer com que a terra fique branca, da mesma forma como altos níveis de glauconita podem tornar o solo verde.

Tenha em mente que essas combinações mais “extravagantes” costumam ser possíveis somente em áreas onde há pouca vida vegetal e animal.

Sem a sobrecarga de carbono no solo, a luz é capaz de ser absorvida e refletida por outros materiais e substâncias que compõem a terra, ao invés do tom de marrom que todos conhecemos (e odiamos quando suja nossas peças de roupas e carros).

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

Por que os morcegos vivem em cavernas?

Próximo Artigo

Como os animais aquáticos conseguem se localizar debaixo d'água?

Postagens Relacionadas