Por que os supermercados têm poucas janelas?

De um modo geral, os supermercados parecem ter um pouco de tudo. Desde um grande fluxo de pessoas a uma incrível variedade de produtos, esses estabelecimentos comerciais parecem reunir qualquer tipo de coisa em um único lugar. No entanto, se você prestar atenção, verá que algo parece estar sempre ausente nesses lugares. Do que eu estou falando? Das janelas, é claro!

Ao chegar em qualquer supermercado ou mercearia, os clientes até podem ver grandes vitrines espalhadas pela fachada do estabelecimento. No entanto, uma vez lá dentro, a luz natural quase desaparece. Esses comércios raramente têm janelas ao longo das paredes, o que levanta o questionamento: afinal, por que isso acontece?

Ausência de janelas nos supermercados têm motivações psicológicas

De acordo com o Mental Floss, a falta de janelas faz parte da psicologia envolvida nas compras no varejo, em que os varejistas tentam criar um ambiente onde as pessoas se sintam confortáveis e dispostas a gastar mais tempo e dinheiro.

De fato, é por esse mesmo motivo que muitas lojas têm piso de cerâmica, o que faz com que os carrinhos façam muito barulho e, consequentemente, forcem os compradores a desacelerar instintivamente e prestar mais atenção nas prateleiras. Da mesma forma, os supermercados podem tocar músicas com ritmos específicos para deixar os compradores mais “empolgados” com as compras.

No caso da falta de janelas, os supermercados buscam promover uma sensação de tempo suspenso, onde os clientes não conseguem notar a passagem tempo ou a escuridão que se aproxima com o anoitecer no lado de fora. No fim das contas, o raciocínio é que quanto mais os clientes compram, mais eles gastam e, consequentemente, mais lucros dão aos cofres dos varejistas.

Existem também algumas considerações práticas por trás disso

Além da questão psicológica, vale destacar que grandes janelas que deixam entrar facilmente a luz do sol no ambiente das compras podem causar desbotamento nas embalagens, fazendo com que elas pareçam desgastadas para os consumidores. Além disso, trocar o espaço valioso nas paredes por janelas também reduziria o número de prateleiras (e produtos) disponíveis para os clientes.

Ainda assim, é possível que essa teoria do varejo possa eventualmente sair de moda. Segundo o Business Insider, a rede alemã de supermercados Aldi realizou experiências com lojas na Alemanha que permitem a entrada de mais luz natural, embora sejam necessários revestimentos UV para evitar que a luz solar afete a qualidade dos alimentos frescos ou o desbotamento dos rótulos dos produtos.

Dito isto, resta ver se essa ideia se tornará mais comum na indústria de alimentos em geral, mas isso só poderemos ter certeza com o passar do tempo.

Ausência de janelas não é o único “truque psicológico” usado pelos supermercados

Você já percebeu que precisa atravessar o mercado inteiro somente para chegar à geladeira de laticínios? Pois bem, os departamentos de laticínios estão quase sempre localizados o mais longe possível da entrada para garantir que os clientes (a maioria dos quais terá pelo menos um item de laticínios em suas listas de compras) tenham que percorrer toda a extensão da loja, passando por uma grande variedade de produtos tentadores.

Com essa estratégia, os donos de supermercados colocam itens e marcas populares no meio dos corredores da loja para que os clientes tenham que passar por outros itens desnecessários para alcançá-los, independentemente da direção de onde estão vindo. Em outras palavras, os supermercados fazem de tudo para que você compre itens que não eram nem tão necessários assim.

Da mesma forma, sempre que você observar um produto com preço que termina em 98 ou 99 centavos, como R$ 29,99 ou R$ 9,98, saiba que o mercado está tentando “encantar” seu cérebro marcando os preços logo abaixo de um número redondo. Como nossos cérebros são treinados para ler da esquerda para a direita, o primeiro dígito é aquele que fica na nossa cabeça, tornando-se o número que usamos para decidir se o preço em questão está “bom”.

Por conta disso, sempre que você se deparar com um preço terminando em 98 ou 99 centavos, arredonde o número para cima e decida se é um bom negócio ou não. Ao saber exatamente o que os supermercados estão tentando fazer, você pode ignorar esses “truques” e manter o foco somente nos produtos que realmente precisa.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

Por que o olfato dos cães é tão bom?

Próximo Artigo

Como Pompeia foi destruída?

Postagens Relacionadas