Por que os médicos usam jaleco branco?

Muitos estudantes de medicina sonham com o dia em que poderão finalmente exibir o símbolo máximo da legitimidade médica: o jaleco branco. De fato, essa é uma peça de vestuário tão significativa que as escolas médicas realizam celebrações completas (apropriadamente chamadas de “cerimônias do jaleco”) para marcar a primeira vez que os alunos sentem o gostinho de vestir o tão desejado traje branco.

Por ser algo tão comum e amplamente incorporado à nossa cultura, geralmente não nos perguntamos sobre a origem do jaleco branco e como ele se tornou tão popular entre o profissionais de saúde. No entanto, como você verá ao longo desse artigo, esse traje tem uma história interessante que definitivamente merece ser compartilhada.

A origem do jaleco branco na medicina

Pouca gente sabe, mas a verdade é que o uso do jaleco branco no campo da medicina nem sempre foi a norma. Se você já viu alguns dramas de época ambientados no século XIX ou antes, deve se lembrar dos tradicionais médicos das famílias que sempre vestiam elegantes ternos de cor preta.

De acordo com o site Medelita, o preto fazia mais sentido por motivos figurativos e literais. As roupas pretas eram consideradas formais e sóbrias, por isso combinavam com o tom geral das visitas médicas. Além disso, também era muito mais fácil esconder manchas em uma roupa escura do que em uma clara.

No final do século XIX, no entanto, médicos e cientistas começaram a perceber a importância de manter as instalações o mais limpas possível para evitar a proliferação de bactérias e a propagação de doenças infecciosas.

Como a cor branca denotava limpeza, os hospitais da época eventualmente começaram a fazer a transição para lençóis e vestimentas de cor branca para combinar com sua cruzada contra os germes.

O fator psicológico por trás do jaleco branco

Como o Dr. Mark S. Hochberg explicou em um artigo de 2007 para o American Medical Association Journal of Ethics, a cor branca também pode carregar outros significados, os quais estão relacionados a questões como verdade e transparência.

Em termos psicológicos, alguns dos significados positivos que o branco pode transmitir incluem limpeza, frescor e simplicidade. A cor branca muitas vezes também parece simbolizar um novo começo ou um recomeço.

Curiosamente, a mudança do vestuário dos médicos do preto para o branco ocorreu muito rapidamente, como evidenciado por duas pinturas do artista americano Thomas Eakins.

Em seu trabalho de 1875, intitulado “The Gross Clinic”, o Dr. Samuel Gross e seus colegas médicos, todos vestidos com ternos pretos, realizam uma cirurgia na perna de um homem. Menos de 15 anos depois, Eakins pintou “The Agnew Clinic”, que retrata um grupo diferente de médicos, desta vez com camisas e jalecos brancos.

Uma palavra final

Embora os jalecos brancos ajudem os médicos a se destacar em hospitais lotados, eles também podem afetar negativamente os pacientes. A “síndrome do jaleco branco” descreve o aumento da pressão arterial que algumas pessoas experimentam quando colocam os pés dentro de um consultório médico ou outro ambiente clínico.

Por conta disso, alguns médicos, especialmente pediatras, muitas vezes dispensam o uso desse tipo de vestimenta para ajudar a deixar seus pacientes o mais à vontade possível.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

O que faz um engenheiro biomédico?

Próximo Artigo

O que faz um engenheiro bioquímico?

Postagens Relacionadas