Por que muitos gatos têm as patas brancas?

Se você observar um gato doméstico qualquer, as chances são altas de que ele tenha patas brancas que muitas vezes se parecem com “meias”. Curiosamente, esse mesmo detalhe é raramente visto em gatos selvagens, o primo indescritível e não domesticado do gato doméstico. Então, por que tantos gatos de estimação têm patas tão brancas?

Como você verá ao longo deste artigo, a própria humanidade está por trás desse detalhe tão notável em nossos amigos felinos.

Domesticação é a grande responsável pelas patas brancas dos gatos

Pois bem, toda essa história de patas brancas começou há cerca de 10.000 anos, quando humanos e gatos decidiram que a vida era melhor juntos. À medida que os humanos se tornavam fazendeiros e começavam a se estabelecer em um só lugar, eles passaram a ter depósitos de grãos e pilhas de lixo que atraíam roedores. A partir disso, surgiu um acordo mutuamente benéfico: os humanos tinham menos roedores para lidar e os gatos tinham uma refeição fácil.

O mais curioso disso tudo é que esse processo de domesticação acabou provocando a prevalência das famosas “meias brancas” em gatos, bem como a outros padrões de pelagem bem conhecidos. Na prática, nossos ancestrais decidiram promover a reprodução em larga escala de gatos com essas características. Como esses detalhes são transmitidos geneticamente, eles estão por aí até hoje.

Ainda não se sabe exatamente por que nossos ancestrais agrários deram preferência à escolha de gatos com essas características, mas há algumas hipóteses. Uma das mais populares sustenta a ideia de que os gatos com patas brancas foram escolhidos simplesmente por parecerem “mais fofos”.

Além disso, há também a questão de que as patas brancas podem atrapalhar a camuflagem dos gatos em ambientes salvagens. Desse modo, domesticar os animais com esses detalhes pode ter soado como uma decisão mais inteligente do que usá-los como caçadores na selva.

Outros fatores também podem explicar a preferência por gatos com patas brancas

Os humanos sempre buscaram domesticar gatos que ficam calmos e confortáveis em um ambiente social. Traços comportamentais não parecem estar relacionados à cor da pelagem, mas por razões que os cientistas ainda não entendem completamente, as manchas brancas tendem a aparecer quando indivíduos mais mansos são selecionados e criados.

Essas marcas e cores de pele distintas surgem enquanto um embrião de gato ainda está se desenvolvendo. As células que dão cor ao pelo do gato aparecem primeiro como células da crista neural, localizadas ao longo do que se tornará o dorso do animal.

Eventualmente, essas células passam a migrar lentamente ao redor do corpo. Se essas ondas de células se moverem longe o suficiente ao ponto de se encontrarem na região frontal do gato, o embrião nascerá como um gatinho de cor sólida, como um gato todo preto ou todo laranja. Por outro lado, os felinos desenvolvem somente algumas partes brancas quando essas células “não chegam até o fim”.

Portanto, da próxima vez que observar um gatinho com patas brancas, você saberá que essa característica marcante é o resultado de mutações genéticas, domesticação e biologia do desenvolvimento.

Uma palavra final

Vale destacar que acariciar um gato desencadeia a liberação do “hormônio do amor” em humanos. O termo técnico para esse neuroquímico é ocitocina, um hormônio liberado quando as pessoas se apaixonam e que aumenta sua percepção emocional.

Além disso, segundo o Feliway, a interação com gatos pode não apenas ajudar a curar nosso corpo, mas também a reduzir o risco de ataques cardíacos, diminuir nossa pressão arterial e liberar dopamina e serotonina, que ajudam a regular o humor e reduzir o estresse. Por isso, procure sempre brincar com o seu gato, independente da cor das patas do seu bichano.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

Por que os homens correm mais rápido que as mulheres?

Próximo Artigo

12 Curiosidades incríveis sobre o dólar

Postagens Relacionadas