Por que a Casa Branca é branca?

Quando se fala na Casa Branca, geralmente imaginamos um imponente edifício neoclássico de cor branca (obviamente) que serve como a residência oficial e principal local de trabalho do presidente dos Estados Unidos. No entanto, o que muitos não sabem é que o edifício não foi originalmente construído com a cor branca em mente.

Ao longo deste artigo, você vai ficar por dentro dos eventos que deram nome e cor à Casa Branca.

Quando a Casa Branca realmente se tornou branca

Originalmente, a Casa Branca era cinza, pois foi construída à base de arenito cinza em 1792. Nessa época, a mansão era conhecida simplesmente como Palácio do Presidente, embora alguns também a chamassem de Mansão Executiva.

Durante a Guerra Anglo-Americana de 1812, soldados britânicos incendiaram a mansão e destruíram grande parte de sua estrutura. Dito isto, algumas pessoas acreditam que o prédio foi pintado de branco para encobrir as marcas daquele ataque, mas o fato é que a famosa cor branca é anterior ao dano do incêndio.

Seis anos após a construção da mansão, em 1798, uma tinta à base de cal foi aplicada na parte externa para proteger a casa dos danos causados por fenômenos meteorológicos. As paredes da construção foram refeitas de arenito macio e permeável, sendo que a cal entrou em cena para evitar que a água seja absorvida pela superfície porosa, que pode congelar e rachar durante o inverno frio de Washington D.C.

Quando o presidente John Adams se mudou para a mansão, a Casa Branca já era coloquialmente referida como tal. De fato, não é surpresa que o edifício tenha ganhado esse apelido, até mesmo por causa dos reparos contínuos de cal necessários para manter a casa protegida dos danos climáticos.

As mudanças feitas posteriormente em sua estrutura

A casa do presidente dos EUA continuou a evoluir ao longo dos anos. Em 1818, a mansão foi coberta com tinta de chumbo branca, pois era mais durável que a caiação, consolidando de uma vez por todas a sua cor característica.

Muitas outras reformas foram realizadas no edifício desde então, desde as reformas estruturais muito necessárias do Presidente Truman na década de 1950 até a adição de piscinas internas e externas (Presidentes Franklin Delano Roosevelt e Gerald Ford, respectivamente).

É importante deixar claro que, embora aparente ser relativamente modesta em termos de design, a Casa Branca possui 132 quartos e 35 banheiros, bem como 412 portas, 147 janelas, 28 lareiras, 8 escadas e 3 elevadores!

Uma palavra final

De um modo geral, as maiores mudanças na Casa Branca vieram através do presidente Theodore Roosevelt. Quando Roosevelt se tornou presidente em 1901, ele instalou lâmpadas elétricas, reconstruiu o jardim no entorno da mansão e edificou as alas leste e oeste.

Roosevelt também foi o responsável por oficializar o nome Casa Branca (White House). Na época, quase todos os estados dos EUA tinham uma “mansão executiva” para seu governador; portanto, ao chamá-la oficialmente de “Casa Branca”, Roosevelt acreditava que a mansão seria facilmente reconhecida como a residência do presidente dos Estados Unidos.

Vale destacar que a Casa Branca recebe retoques quase todos os anos, tendo recebido uma repintura completa em 2019. Camadas completas de tinta são geralmente aplicadas a cada 4 ou 6 anos e cada uma delas requer cerca de 570 galões de tinta especial de fabricação alemã, que é especialmente projetada para preservar edifícios históricos e pode custar até 150 dólares por galão!

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

É possível morrer de tédio?

Próximo Artigo

Quem eram os cavaleiros templários?

Postagens Relacionadas