Os Vampiros realmente existiram?

Estamos acostumados a ler sobre diversas criaturas mitológicas, algumas delas inclusive já ganharam versões para os cinemas e até mesmo em séries de TV. Muito provavelmente você consegue listar várias dessas criaturas que são encontradas nas mais diversas culturas espalhadas pelo mundo.

Os vampiros são criaturas bastante conhecidas e já foram muito temidos ao longo da história. Com o passar do tempo diversas versões desses seres foram surgindo, ,as a pergunta que permanece é a mesmo: “os vampiros realmente existiram?”. Bom, essa curiosidade é a mesma de várias pessoas e por isso resolvemos responder nesse post!

O Primeiro Vampiro

Por mais que pareça ser algo recente, faz muito tempo que existem as histórias envolvendo os vampiros. Muito provavelmente você já deve ter ouvido falar em Vlad, o empalador, certo? Vlad foi um voivoda (príncipe) da Valáquia que viveu no século XV e ficou conhecido como o primeiro vampiro da história da humanidade.

O passatempo preferido de Vlad era o empalamento, que era um método de execução e tortura prolongada envolvendo o uso de uma estaca de madeira, de preferência não muito afiada e embebida em óleo, para não matar a vítima de primeira.  A maior parte dos relatos apontam que Vlad realizada o método com inimigos, mas também podemos encontrar algumas fontes afirmando que os plebeus também  se tornavam vítimas do príncipe.

Vlad foi quem serviu de inspiração para a criação do Drácula de  Bram Stoker, um dos vampiros mais populares da ficção até hoje. Não iremos entrar em mais detalhes sobre o Vlad agora, pois estamos preparando um post somente falando sobre ele.

Os Vampiros na Ficção Moderna

Com o passar do tempo várias versões sobre os vampiros foram surgindo e após o surgimento do Drácula de Bram Stoker, esses seres começaram a ser apresentados como vilões sanguinários que não podiam sair à luz do dia, possuíam imortalidade, dentre tantas outras características.

Os vampiros que na ficção moderna acabaram se tornando tão fantasiosos que é comum que as pessoas se perguntem se esses seres realmente existiram. Pode até parecer uma pergunta óbvia de se responder, mas será que é mesmo?

Bom, podemos dizer que não, mas também podemos dizer que sim. Está confuso? Pode deixar que nós explicamos. Os vampiros que estamos acostumados a ver nos livros, filmes e séries de fato nunca existiram, eles são completamente parte de uma ficção, então pode ficar tranquilo quando ver um morcego passando por você!

Agora chegou a hora de explicar a parte de que os vampiros realmente existiram. Vlad, o Empalador que falamos mais acima ficou conhecido como o primeiro vampiro da história, mas depois dele muitos outros surgiram. Existe um distúrbio genético chamado porfiria que causa o acúmulo de pigmentos vermelhos e roxos no corpo, e pode provocar a deformação da pele e do rosto dos portadores. Além disso, esse distúrbio deixa o portador com problemas mentais  comportamento agressivo ou bizarro, esses comportamentos podem incluir morder uma outra pessoa e até mesmo beber sangue.

Os Vampiros de Nova Orleans

 John Edgar Browning, estudante da Universidade do Estado da Lousiana, realizou um trabalho de doutorado em 2015 que revelou que em Nova Orleans existem pelo menos 50 vampiros. Nesse caso eles eram pessoas “normais” que afirmavam possuir uma condição rara que os fazem beber sangue, seja humano, seja animal.

Por mais que o número de “vampiros” em Nova Orleans possa parecer alto, estima-se que nos Estados Unidos inteiro possam ter aproximadamente cerca de 5 mil desses seres. Lembrando que esses vampiros não são iguais os que vemos nos filmes, mas pessoas normais que possuem alguma condição genética ou fazem parte de alguma seita e seguem uma determinada tradição.

Vale lembrar que beber sangue em grandes quantidades pode ser perigoso, isso porque o sangue é rico em ferro, nutriente que nosso organismo tem dificuldade em expelir se consumido em excesso ao contrário de outros animais. Além disso, o sangue pode ter uma série de doenças que podem prejudicar quem o estiver bebendo.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

Por que se passa giz na ponta do taco de Sinuca?

Próximo Artigo

Por que o Titanic colidiu com um iceberg?

Postagens Relacionadas