O que são os bonsais e como podemos cultivá-los?

Quando você pensa em uma árvore, é bastante provável que você imagine uma ampla copa acima de um tronco largo e uma casca retorcida. No entanto, essas características não podem ser aplicadas aos bonsais.

Essas pequenas árvores ligadas à cultura japonesa sempre fascinaram muitas pessoas por séculos. Entretanto, você já se perguntou o que exatamente são os bonsais e como eles são cultivados? Pois bem, é isso o que iremos abordar ao longo deste artigo!

O que é uma árvore bonsai?

Primeiramente, o que a maioria das pessoas não sabe é que o bonsai não é necessariamente uma espécie de árvore minúscula; bonsai é, na verdade, a palavra que descreve a arte de cultivar pequenas árvores em um recipiente. Na prática, várias árvores diferentes podem ser cultivadas e moldadas dessa maneira particular.

Há mais de mil anos, os japoneses utilizam a arte do bonsai como forma de meditação e reflexão pessoal. Essa miniaturização vegetal começou na China, mas acabou se consagrando mesmo no Japão. A arte do bonsai se resume a cuidar da árvore, podá-la e cultivá-la para que ela se desenvolva, ainda que permanecendo pequena.

As raízes das árvores selvagens crescem vários metros de comprimento e geralmente abrangem grandes quantidades de solo, mas no caso de um bonsai, as raízes não costumam crescer mais do que 25 centímetros de comprimento. Em termos de tamanho, as árvores selvagens crescem até 5 metros de altura ou mais, enquanto os bonsais raramente crescem mais de 1 metro.

Em resumo, podemos dizer que os bonsais são árvores e plantas comuns, ou seja, sem alterações de ordem genética, mas que com a poda da raiz, o corte e o direcionamento de galhos acabam se desenvolvendo em escala menor do que seus similares encontrados na natureza.

Como os bonsais são cultivados?

Quando você limita o espaço no qual algo deve crescer, a coisa em questão deve se ajustar. Pois bem, ao colocar uma muda de árvore em um “bon” (uma pequena bandeja), você limita significativamente até onde suas raízes podem crescer. De maneira semelhante, ao cuidar da árvore a longo prazo, você será capaz de orientar o crescimento da planta por meio de podas e modelagens meticulosas, resultando em árvores minúsculas.

Vale destacar que certas espécies de árvores são melhores do que outras para o cultivo de bonsais, mas a regra geral é utilizar uma árvore perene de caule lenhoso ou um arbusto com características semelhantes.

Folhas pequenas ou com forma de agulhas são preferíveis quando se trata de criar um bonsai, pois isso permitirá que a árvore adote o tamanho adequado para a estética característica dessa arte. Eventualmente, quando a árvore atingir o seu tamanho ideal, ela poderá ser cuidadosamente transplantada para o vaso de exibição, onde permanecerá de forma definitiva.

O cuidado de longo prazo com uma árvore de bonsai é o ponto principal da forma de arte, pois ensina aos adeptos da prática o valor do trabalho delicado e a disciplina de cuidar de outras coisas. As árvores de bonsai são “julgadas” com base em sua aparência física, que tende a ser o resultado direto do tempo e energia investidos pelo jardineiro.

Por que nem todas as árvores pequenas podem ser consideradas bonsais?

Embora você possa se deparar com muitas outras árvores minúsculas em sua vida, saiba que uma árvore bonsai pode ser definida por algumas características principais. O design estético para dar uma “frente” à árvore, assim como o posicionamento adequado da planta, são aspectos importantes que diferenciam os bonsai.

Além disso, não deve haver nenhum vestígio do artista deixado na criação, sem falar que a planta deve ser semelhante a uma árvore comum, (como se você estivesse olhando para uma árvore em tamanho real à distância), embora miniaturizada.

Curiosamente, talvez o mais importante a ser observado é que uma árvore de bonsai deve capturar algum senso de impermanência ou imperfeição, refletindo a estética da própria filosofia japonesa de que nada é perfeito.

Resumindo, para o cultivo de um belo bonsai, precisamos escolher o material certo e as melhores condições de cultivo e, em seguida, manipular cuidadosamente os padrões de crescimento da planta conforme consideramos adequado.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

Por que ficamos com os olhos inchados quando choramos?

Próximo Artigo

Por que é tão difícil voltar a praticar exercícios após um tempo parado?

Postagens Relacionadas