O que faz um astrônomo?

Planetas, estrelas e galáxias são coisas que lhe fascinam? Você adoraria entender como e por que o universo funciona dessa maneira? Se a sua resposta é um “sim” para ambas as perguntas, talvez você devesse seguir a carreira de astrônomo!

O estudo da astronomia é a mais antiga das ciências naturais. Ela é a única ciência na qual você pode estudar e observar a física em funcionamento em todo o universo e, ainda assim, não ser capaz de tocar fisicamente o que está sendo estudado. Curiosamente, foi a invenção do telescópio que permitiu que a astronomia se tornasse uma ciência moderna.

Um astrônomo geralmente passa a maior parte de seu tempo analisando dados, escrevendo artigos de pesquisa ou criando programas de computador que permitem uma compreensão mais eficaz dos dados coletados.

Como é a rotina de trabalho de um astrônomo?

A maior parte do trabalho de um astrônomo é fortemente baseada em pesquisas, já que o foco da profissão está em entender como o universo funciona e em tentar teorizar coisas sobre o universo que possam ser consideradas descobertas científicas.

As principais ferramentas utilizadas pelos astrônomos são:

  • Telescópios: Usados para a observação de objetos distantes;
  • Espectrógrafos: Usados para dividir a luz em um espectro para analisar a temperatura, composição e velocidade de objetos espaciais;
  • Câmeras: Quando conectadas a telescópios, podem ser utilizadas para coletar imagens do espaço;
  • Computadores: Amplamente utilizados para analisar dados recebidos de telescópios e espaçonaves;

Os astrônomos usam todas essas ferramentas com bastante frequência, especialmente os telescópios (junto com a aplicação de muitos cálculos e fórmulas de física e matemática). Eles são capazes de usar uma variedade de telescópios para observar objetos no universo, sendo que alguns desses telescópios estão localizados aqui na Terra e outros realizam suas funções no espaço.

Como é o ambiente de trabalho desse profissional?

Os locais de trabalho para astrônomos podem variar consideravelmente. As configurações típicas de sala de aula são mais comuns para aqueles que ensinam a ciência. Por outro lado, os observatórios também são locais de trabalho típicos e fornecem laboratórios de pesquisa adequados aos astrônomos.

Trabalhar em um escritório geralmente envolve tarefas administrativas ou de pesquisa. Quando se fala em pesquisa, isso pode significar uma ampla variedade de coisas, como calibrar e analisar dados, executar modelos numéricos ou testar teorias. Muito tempo é gasto na frente de um computador, portanto, familiaridade com máquinas e programação é uma necessidade nesta carreira.

Os astrônomos também passam muito tempo escrevendo artigos e propostas de financiamento, pois escrever e publicar artigos é necessário para exibir e compartilhar pesquisas e resultados, enquanto que escrever propostas é uma ação necessária para obter financiamento de várias fontes para pesquisa.

O sonho para qualquer astrônomo, entretanto, é quase certamente uma carreira na NASA. A NASA é uma agência governamental dos Estados Unidos responsável pelas ciências e tecnologias relacionadas ao ar e ao espaço.

Como se tornar um astrônomo?

Aqueles interessados em seguir essa carreira, podem começar a se preparar desde cedo. Ainda no ensino médio, vale a pena se dedicar às aulas de física e matemática e começar a estudar inglês, afinal de contas, você vai precisar ler e publicar estudos nesse idioma no futuro.

No ensino superior, é possível cursar o bacharelado em Astronomia. No entanto, o melhor caminho pode ser o curso de Física, já que essa graduação tende a ser oferecida em praticamente todo território nacional.

Vale destacar que ainda na fase de graduação é possível pleitear uma bolsa de iniciação científica, como a da Fapesp e do CNPq. De fato, quanto mais cedo conseguir isso, melhor. Depois de formado, o estudante pode partir para pós-graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Lembre-se que os astrônomos passam muito tempo lendo publicações como o Astrophysical Journal, aprendendo novos assuntos ou simplesmente acompanhando os principais desenvolvimentos e pesquisas mais recentes no campo da astronomia.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

12 Curiosidades incríveis sobre gêmeos

Próximo Artigo

Por que as feridas coçam ao cicatrizar?

Postagens Relacionadas