O que faz um arquiteto de dados?

Você tem facilidade de buscar soluções analíticas para problemas? Consegue utilizar ferramentas de modelagem de dados com eficiência? Se a sua resposta é um “sim” para ambas as perguntas, talvez você devesse seguir a carreira de arquiteto de dados!

O arquiteto de dados é o responsável por ajudar uma empresa a crescer e se expandir para novos mercados, ao mesmo tempo em que a auxilia a criar uma visão estratégica para atender às metas pretendidas.

De um modo geral, esses profissionais criam e gerenciam bancos de dados eletrônicos grandes e expansivos para armazenar e organizar grandes quantidades de dados de seus clientes. Por conta disso, esta é uma profissão altamente qualificada que tem sido vista como parte crucial da maioria das empresas modernas.

Os arquitetos de dados trabalham em estreita colaboração com designers de software, analistas de design e outros profissionais da área de tecnologia para criar bancos de dados abrangentes que podem ser usados por centenas, senão milhares de pessoas.

Como é a rotina de trabalho de um arquiteto de dados?

No dia a dia de trabalho, os arquitetos de dados começam estudando as necessidades de seu empregador e, em seguida, avaliam a infraestrutura de dados existente e discutem com outros funcionários possíveis caminhos para determinar onde as informações obtidas através do banco de dados podem ser aplicadas.

Os arquitetos de dados geralmente preparam e mapeiam a aparência e o funcionamento do banco de dados eletrônico. A partir daí, muitas vezes trabalhando com uma equipe, eles supervisionam e participam da criação do banco de dados usando os padrões de arquitetura ETL.

Durante a criação do banco de dados, esses profissionais trabalham em estreita colaboração com outros funcionários da empresa para garantir que o banco de dados em questão atenda às expectativas. O tipo de banco de dados criado pode ser qualquer coisa, desde um sistema que trata da folha de pagamentos da organização até um que foca na satisfação do cliente.

Um arquiteto de dados altamente capacitado também deve identificar certas tendências nos usuários do banco de dados e usar essas informações para melhorar o desempenho e recomendar novas maneiras de melhorar o banco de dados existente. Um profissional dessa área também deve agendar horários para atualizações e reparos que terão algum impacto sobre a empresa.

Como é o ambiente de trabalho desse profissional?

A maioria dos arquitetos de dados trabalha em projetos de sistemas de computador e em empresas de serviços relacionados, como provedores de serviços de Internet e empresas de processamento de dados. Outros são empregados por empresas com grandes bancos de dados, como seguradoras e bancos, com os quais controlam grandes quantidades de dados pessoais e financeiros de seus clientes.

Alguns desses profissionais também administram bancos de dados para empresas de varejo que controlam os cartões de crédito de seus clientes, enquanto outros trabalham para empresas de saúde e gerenciam os registros médicos dos pacientes.

Os arquitetos de dados devem ter, entre outras aptidões, habilidades de leitura de dados e matemática. Eles também devem ser capazes de lidar com grandes volumes de informações e uma carga de trabalho pesada em conjunto com fortes habilidades de gerenciamento de tempo, já que geralmente trabalham com prazos e horários restritos.

Geralmente, essa é uma posição de liderança, pois o arquiteto de dados pode ter várias pessoas trabalhando sob sua supervisão na criação de um banco de dados. Eles também precisam ser capazes de receber críticas construtivas e de melhorar seu trabalho a depender das especificações do cliente.

Como se tornar um arquiteto de dados?

Para exercer a profissão de arquiteto de dados, o interessado precisa de graduação e vários anos de experiência em áreas como Tecnologia da Informação, Ciência da Computação ou Engenharia da Computação, especificamente nas áreas de gerenciamento de banco de dados. Para cargos seniores, um mestrado costuma ser exigido.

Vale destacar que cada vez mais as empresas estão ficando mais exigentes ao recrutar arquitetos de dados. De fato, chegamos ao ponto em que algumas empresas precisam de arquitetos de dados que sejam verdadeiros “ninjas”, capazes de utilizar ferramentas de modelagem de dados com maestria. É por isso que os arquitetos de dados costumam ser funcionários de nível sênior com muitos anos de experiência.

Além disso, a maioria das empresas aprecia alguma experiência em projetar e implementar soluções de data warehouse locais e baseadas na nuvem, utilizando arquiteturas RDMS e NoSQL.

Por fim, lembre-se de sempre desenvolver suas habilidades técnicas, desde a mineração de dados até a solução analítica de problemas. Existem muitos livros que podem ajudá-lo a melhorar suas habilidades, mas a melhor forma de crescer profissionalmente é buscando oportunidades para aplicar os conhecimentos que você já possui e trabalhar em novos desafios.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

Qual a diferença entre psicopata e sociopata?

Próximo Artigo

Por que usamos gravatas?

Postagens Relacionadas
Mais informações

Como acabar com a Caspa

Artigo explicativo de como lidar com as caspas. Se você possui caspas conhecida também como “dermatite seborreica” sabe…