O que faz um arqueólogo?

A maior parte do entendimento do grande público sobre a arqueologia vem de filmes como a franquia Indiana Jones. No entanto, a verdade é que há bem menos aventura no trabalho de um arqueólogo no mundo real. Embora os arqueólogos viajem para lugares interessantes, o que eles realmente procuram é informação, não tesouros.

A arqueologia é uma das principais fontes de que dispomos para desenterrar (não podia deixar passar esse trocadilho) a história e reunir informações sobre os povos e as culturas que nos tornaram quem somos hoje. Em resumo, a arqueologia é o estudo científico do passado humano e é um dos quatro subcampos da antropologia.

Os arqueólogos estudam a origem, o desenvolvimento e o comportamento dos seres humanos e de suas sociedades, tanto no passado quanto no presente. Eles examinam culturas, idiomas, comportamentos, vestígios arqueológicos e características físicas de povos em muitas partes do mundo. A partir de suas pesquisas, eles produzem relatórios e desenvolvem teorias.

De um modo geral, os arqueólogos utilizam técnicas de amostragem científica para orientá-los sobre onde precisam escavar. Eles observam, registram, categorizam e interpretam o que encontram e, em seguida, compartilham suas descobertas com outros cientistas e com o público em geral.

Através dos conhecimentos obtidos das ciências sociais, físicas e biológicas, os arqueólogos examinam os caminhos das sociedades pré-históricas em várias partes do mundo. Eles também examinam os costumes, valores e padrões sociais de diferentes culturas. Geralmente, um arqueólogo realiza as seguintes tarefas:

  • Planejar projetos de pesquisa para responder a perguntas e testar hipóteses sobre a atividade humana por meio de dados ambientais obtidos em sítios arqueológicos;
  • Desenvolver métodos de coleta de dados adaptados a uma determinada especialidade, projeto ou cultura;
  • Registrar e gerenciar dados de observações feitas em campo;
  • Analisar registros e amostras de laboratório para descobrir padrões sobre a vida, cultura e origens humanas;
  • Escrever relatórios e fazer apresentações sobre os resultados das pesquisas;
  • Aconselhar organizações sobre o impacto cultural dos planos, políticas e programas propostos.

Vale mencionar que muitos arqueólogos usam ferramentas e tecnologias sofisticadas em seu trabalho. Embora possam variar de acordo com a especialidade do profissional, os materiais geralmente incluem ferramentas de escavação, equipamentos de laboratório, softwares estatísticos e sistemas de informação geográfica (SIG).

Como é o ambiente de trabalho desse profissional?

Embora alguns arqueólogos trabalhem em um ambiente típico de escritório, muitos trabalham em laboratórios ou nos famosos sítios arqueológicos. Às vezes, o trabalho de campo exige que esses profissionais viajem constantemente. No entanto, a maioria trabalha em tempo integral durante o horário comercial tradicional.

Os arqueólogos geralmente trabalham para organizações de pesquisa, universidades, museus, empresas de consultoria, corporações privadas e em várias esferas do governo. Eles também podem trabalhar para empresas que identificam, avaliam e preservam sítios arqueológicos, garantindo o cumprimento dos regulamentos relativos a esses locais.

Os arqueólogos costumam fazer trabalho de campo em locais variados, seja em seu próprio país ou em outras nações. Consequentemente, isso pode exigir a aprendizagem de línguas estrangeiras e a convivência em aldeias remotas.

Essa profissão geralmente requer viagens por longos períodos de tempo e pode envolver trabalho em áreas remotas. Dito isto, os arqueólogos podem trabalhar em condições adversas e seu trabalho pode envolver esforço físico extenuante.

Um diploma de bacharel em Arqueologia qualifica os candidatos a trabalharem em cargos de pesquisa, como assistente de pesquisa, técnico de laboratório ou técnico de escavação. Este último costuma ser frequentemente empregado por temporada ou por contrato e pode ser promovido para funções permanentes com base em seu desempenho.

Os programas de graduação na área geralmente fornecem uma introdução às sociedades humanas pré-históricas e ensinam métodos de pesquisa de campo. Muitos programas também têm como objetivo fomentar uma síntese multidisciplinar de antropologia, geografia e história.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

Quem inventou o chapéu de chef de cozinha?

Próximo Artigo

Água Potável e Água Alcalina: Qual a Diferença?

Postagens Relacionadas