De que material são feitas as bolas de bilhar?

Se você já jogou algum tipo de jogo de bilhar (como a sinuca, a variação brasileira do esporte), já deve ter percebido que as bolas utilizadas no esporte parecem ser feitas de um material aparentemente não muito comum. Dito isto, a pergunta que fica é: afinal, de que material são feitas as bolas de bilhar?

Pouca gente sabe, mas as pessoas têm jogado variações de bilhar e outros esportes com taco desde o século 16. Ainda assim, o mais curioso é que, embora o jogo tenha mudado drasticamente com o tempo, foi só na década de 1920 que as bolas de bilhar evoluíram consideravelmente, como veremos ao longo deste artigo.

As raízes do bilhar

De um modo geral, os historiadores não conseguem dizer com certeza quando o primeiro jogo de bilhar foi jogado necessariamente em uma mesa. Isso ocorre porque os registros mais confiáveis descrevem somente um jogo de gramado jogado pela nobreza francesa na década de 1340 que era praticamente uma mistura de bilhar e críquete.

No início dos anos 1700, o jogo já havia evoluído consideravelmente, embora ainda continuasse sendo jogado somente por parte da nobreza francesa e britânica. Mesmo assim, a essa altura, o bilhar já era um jogo interno jogado em uma mesa, onde os jogadores utilizavam tacos para jogar as bolas nos bolsos acoplados aos buracos laterais.

No início, as bolas de bilhar eram feitas de madeira e marfim

As primeiras bolas de bilhar eram feitas de madeira, pois era o material mais barato e confiável disponível na época. No entanto, à medida que os europeus começaram a colonizar a África e a Ásia, a elite europeia passou a desenvolver um gosto pelos materiais exóticos provenientes de terras estrangeiras.

O marfim obtido das presas de elefantes, por exemplo, tornou-se bastante popular entre as classes altas do século 17. Nesta época, o marfim passou a ser visto como uma forma de exibir a riqueza de qualquer pessoa, quer fosse o material incluído em uma bengala, nas teclas de um piano ou nas bolas dos jogos de bilhar.

As bolas de bilhar feitas de marfim eram muito mais bonitas do que as bolas de bilhar de madeira, sem falar que eram muito mais “exclusivas”, especialmente em meados do século 17. No entanto, elas não eram indestrutíveis. As bolas de bilhar de marfim costumavam amarelar com o tempo e rachar em climas úmidos ou se fossem atingidas com força excessiva.

Como o bilhar continuou a crescer em popularidade durante a primeira metade de 1800, a demanda pelo marfim começou a ameaçar seriamente as populações de elefantes na África e na Ásia. Consequentemente isso abriu espaço para o surgimento de uma nova matéria-prima, como veremos no tópico seguinte.

As bolas de bilhar modernas

Em 1869, devido ao alto custo do marfim, a fabricante de mesas de bilhar Phelan and Collender decidiu desafiar seus clientes oferecendo US $ 10.000 a qualquer um que pudesse inventar uma bola de sinuca que não fosse de marfim. O anúncio chamou a atenção de John Wesley Hyatt, um inventor de Albany, no estado americano de Nova York.

Hyatt combinou cânfora com álcool e nitrocelulose, moldando-a em uma forma esférica sob extrema pressão. O produto final não rendeu a Hyatt o prêmio de US $ 10.000, mas sua criação é considerada um dos primeiros plásticos sintéticos, pois deu origem à celuloide.

Nos anos seguintes, Hyatt continuou a refinar as bolas de bilhar de celuloide, mas elas continuaram sendo ignoradas porque não eram tão duráveis.

Para piorar ainda mais a situação, a nitrocelulose não era uma substância particularmente estável e, em algumas ocasiões, de acordo com o próprio Hyatt, as bolas de bilhar explodiam quando eram acertadas com força.

Em 1907, o químico americano Phelan Leo Baekeland inventou uma nova substância semelhante ao plástico, chamada baquelite. Ao contrário das bolas de bilhar de Hyatt, as bolas de baquelite eram duráveis, fáceis de produzir e não corriam o risco de estragar o jogo. Em meados da década de 1920, muitas bolas de bilhar já eram feitas de baquelite.

As bolas de bilhar dos tempos atuais são comumente feitas de resinas acrílicas, especialmente a resina fenólica, que oferece um material estabilizado com dispersão de densidade homogênea em cada bola de bilhar. Na prática, esse material ajudou a selar de uma vez por todas a produção em alta escala das mesas e bolas de bilhar no mundo todo.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

Por que China e Índia possuem tantos habitantes?

Próximo Artigo

Por que as aves não têm dentes?

Postagens Relacionadas