http://molcci.com.br/curso-de-medicina,-como-esta-o-mercado-para-quem-segue-esta-carreira/

Curso de Medicina, como está o mercado para quem segue esta carreira

O Curso de Medicina é a área do conhecimento dedicada à restauração e com a manutenção da saúde. Tem como intuito a cura e a prevenção de doenças humanas e o curso de Medicina capacita o aluno a promover o bem-estar mental, físico, social e psicológico do ser humano.

Fatos Curiosos sobre o curso de Medicina

A medicina tradicional certamente teve uma grande evolução e hoje é capaz de salvar milhares de vidas. Mas, paralelamente, temos a medicina popular, ou caseira, a qual é utilizada e passada adiante por gerações de pessoas que nunca exerceram a profissão. Tanto que, dentre eles, temos algumas técnicas nada tradicionais e que são muito bizarras.

Como é o Curso de Medicina

Você já sabe o que faz um médico e que o curso de Medicina é um dos mais difíceis de passar no vestibular. Possui 8 anos de duração. O currículo é puxado, o período é integral e há seminários, pesquisas e plantões em hospitais. Nos dois primeiros anos, o aluno tem matérias básicas, como anatomia e patologia.

Outras disciplinas são bases moleculares e celulares dos processos normais e alterados, fisiopatologia dos sinais e sintomas das doenças, entre outras. Boa parte das instituições de ensino oferece disciplinas práticas já no início do curso.

Mas lidar com pacientes, só a partir do terceiro ano, nas disciplinas profissionalizantes e no treinamento em atendimento. A partir de janeiro de 2015, os estudantes que ingressarem nas faculdades de medicina terão de cumprir obrigatoriamente um ciclo de dois anos da grade curricular no Sistema Único de Saúde (SUS).

Aqueles dois anos de especialização feitos após a graduação os deve ser realizada na Atenção Básica e nos Serviços de Urgência e Emergência do Sistema Único de Saúde (SUS). A atenção básica compreende o atendimento inicial e as ações voltadas para a promoção da saúde. As instituições de ensino têm até dezembro de 2018 para se adequarem às novas diretrizes.

Como são os ciclos do curso de Medicina

São dividido em três ciclos:

O Básico

São as matérias mais teóricas de todo o curso.

Exemplos como bioquímica, fisiologia e anatomia dão muitas dores de cabeças para os iniciantes na medicina.

É aqui que aprendemos como funciona o corpo humano no seu estado normal, sem doenças.

O Clínico

Aprendem a como se comportar na frente de um paciente.

Os estudantes aprendem mais sobre as doenças e porque elas acontecem, e finalmente, lá pelo fim desse ciclo, descobrem como tratá-las.

Passam a frequentar mais o hospital e finalmente usam os estetoscópios! 

O Internato

Tem como objetivo usar a teoria (o que você aprendeu) na prática.

Os estudantes passam  o dia todo no hospital, fazem plantões e escalas em enfermarias de todas as especialidades.

Aprendem muito sobre cirurgia e instrumentam os cirurgiões frequentemente. Fazem partos e plantões no pronto-socorro.

A rotina dos Internos é bem puxada, pois, além das aulas, eles têm que atender pacientes, acompanhar a evolução dos internados e fazer os plantões noturnos.

A duração de cada ciclo é variável em cada faculdade, mas todas seguem o mesmo esquema.

A Especialização (Residência)

A residência médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização.

Funcionando em instituições de saúde como hospitais-escola, os pós-graduandos realizam atividades profissionais remuneradas sob a orientação de médicos especialistas.

A bolsa de um residente gira em torno de R$ 2,5 mil.

Metade dos médicos especialistas fez residência em apenas seis especialidades, segundo o estudo Demografia Médica do Brasil 2015, do Conselho Federal de Medicina.

São elas: clínica-geral, pediatra, cirurgia-geral, ginecologia, anestesiologia e cardiologia. Saber isso é importante, pois muitos estudantes que optam por Medicina já têm em mente a especialização que querem fazer.

A Jornada de Trabalho

O salário inicial do profissional começa na faixa de R$ 4 mil em concursos públicos para jornada de 20 horas semanais.

Como os médicos têm muitos empregos, eles também trabalham muitas horas. Quase 45% deles dedicam à Medicina entre 40 e 60 horas semanais.

Mas muitos deles, quase 17%, conseguem ter uma jornada superior a 80 horas semanais.

Entre os mais jovens, a situação é ainda mais dura: entre os que têm até 35 anos, 25% trabalham 80 horas ou mais por semana. Somente 22% dos médicos têm apenas um emprego.

Os estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste são os que oferecem os melhores salários e concentram a maior quantidade de médicos.

Porém, há concursos públicos com excelente remuneração em cidades do interior, que têm uma carência grande de médicos.

Mas há uma luz no fim do túnel. Depois de tanto sacrifício, enfim, uma recompensa: 62% declararam receber mensalmente até R$ 16 mil, 20% ganham de R$ 16 mil a R$ 24 mil e 13%, mais de R$ 24 mil mensais.

Entretanto, depois dessa jornada dura o que importa realmente é você trabalhar com o que gosta. Isso não tem preço! Se for por amor, não será mais um peso para carregar e sim um alívio.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior
NBB: Dados e curiosidades dos times que disputam a competição

NBB: Dados e curiosidades dos times que disputam a competição

Próximo Artigo
http://molcci.com.br/tendencias-mundiais-que-impactarao-o-turismo-ate-2025/

Tendências mundiais que impactarão o turismo até 2025

Postagens Relacionadas