Como os filmes são armazenados em DVDs?

Em plena era do streaming, o consumo de filmes em DVDs tem caído consideravelmente, até porque é bem mais prático (e barato) assistir a várias produções através de serviços sob demanda. Ainda assim, a utilização de discos como armazenamentos de produções cinematográficas marcou toda uma geração que fazia da locadora do bairro uma espécie de segunda casa. Dito isto, você já se perguntou sobre como os filmes são armazenados em DVDs?

Ainda que a capacidade de armazenamento de um DVD seja relativamente grande, os dados de vídeo não compactados de um filme completo nunca caberiam em um disco desse tipo. Por isso, para “encaixar” um filme em um DVD, torna-se necessária a compactação de vídeo, sendo que um grupo denominado Moving Picture Experts Group (MPEG) é o responsável por estabelecer os padrões de compactação de imagens em movimento.

Os padrões de armazenamento de filmes em DVDs

Segundo o HowStuffWorks, os filmes são geralmente codificados no formato MPEG-2 antes de serem armazenados no disco. Este formato de compressão segue um padrão internacional amplamente aceito, de modo que todo DVD player contém um decodificador MPEG-2 que pode descompactar esses dados tão rapidamente quanto você pode assisti-los.

Um filme é geralmente filmado a uma taxa de 24 quadros por segundo. Na prática, isso significa que 24 imagens completas são exibidas a cada segundo na tela do filme. No entanto, isso não conta a história toda, visto que a exibição de vídeos a partir de DVDs também está ligada a dois formatos específicos: NTSC e PAL.

As televisões americanas e japonesas usam um formato denominado National Television Standards Committee (NTSC). O formato NTSC exibe um total de 30 quadros por segundo, mas faz isso em uma sequência de 60 campos, cada um dos quais contém linhas alternadas da imagem. Outros países usam o formato Phase Alternating Line (PAL), que exibe 50 campos por segundo, mas em uma resolução mais alta.

Por causa das diferenças na taxa de quadros e resolução, um filme MPEG precisa ser formatado para o sistema NTSC ou PAL.

Os diferentes tipos de codificação

Em suma, o codificador MPEG que cria o arquivo de filme compactado analisa cada quadro e decide como codificá-lo. Esse processo usa parte da mesma tecnologia da compactação de imagens estáticas para eliminar dados redundantes ou irrelevantes e também usa informações de outros quadros para reduzir o tamanho geral do arquivo. Cada quadro pode ser codificado de uma das três maneiras:

  • Como um intraquadro, que contém os dados de imagem completos. Este método de codificação fornece uma menor compactação;
  • Como um quadro previsto, que contém apenas informações suficientes para dizer ao DVD player como exibir cada quadro com base no intraquadro ou no quadro exibido mais recentemente. Isso significa que o quadro contém apenas os dados relacionados à forma como a imagem mudou em relação ao quadro anterior;
  • Como um quadro bidirecional. Para exibir este tipo de quadro, o player deve ter as informações do intraquadro circundante ou dos quadros previstos. Usando dados dos quadros mais próximos, ele usa interpolação, que é uma espécie de “média” para calcular a posição e a cor de cada pixel.

Uma palavra final

Dependendo do tipo de cena que está sendo convertida, o codificador decidirá quais tipos de quadros usar. Se um noticiário estivesse sendo convertido, por exemplo, muitos mais quadros previstos poderiam ser usados porque a maior parte das cenas permaneceria inalterada de um quadro para o outro. Consequentemente, o tamanho do arquivo final seria menor.

Por outro lado, se uma cena de ação muito rápida estivesse sendo convertida, na qual as coisas mudassem muito rapidamente de um quadro para o outro, mais intraframes teriam que ser codificados, o que resultaria em um arquivo final com um tamanho bastante considerável.

No fim das contas, é por conta desses fatores que a capacidade de armazenamento de gravadores de vídeo digital (que armazenam vídeo em um disco rígido usando o formato MPEG) pode variar dependendo do tipo de programa que você está gravando.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

Por que as comidas duram mais tempo na geladeira?

Próximo Artigo

12 Curiosidades incríveis sobre a Lamborghini

Postagens Relacionadas