Como funciona um colete à prova de balas?

Todo mundo aqui com certeza já viu um filme policial onde o tiro come solto e uma das coisas mais legais que geralmente acontecem nesses filmes é quando o protagonista toma um tiro, mas mesmo assim não morre pois estava usando um colete à prova de balas. Eu sempre duvidei da eficiência desses coletes, além do mais como uma “peça de roupa” reforçada poderia segurar o impacto de uma bala? É o que iremos descobrir hoje, aqui, no TriCurioso, então espero que gostem

O colete obviamente tem como objetivo proteger o tórax com um material bem resistente, capaz de deformar a bala antes que ela atinja o corpo, é praticamente a mesma coisa do que os coletes de aço usados antigamente por guerreiros, a única diferença é que balas de revolveres, pistolas e fuzis são bem mais poderosas comparadas as flechas e espadas usadas em combate na época.

Para desenvolver algo que pudesse segurar uma bala, foi preciso criar novos materiais, como por exemplo o kevlar, criado na década de 1960 para que o colete não ficasse muito pesado.

Vale lembrar que cada novo colete à prova de balas acaba passando por vários testes para classificá-lo segundo um padrão internacional, de acordo com níveis que representam proteção contra um tipo de armamento. Um fato curioso é que o colete de policiais são mais resistentes do que o dos militares, já que o que mais mata em guerras são fragmentos de bombas, menos penetrantes que tiros. Seja qual for o tipo, um colete só pode deformar 4,4 cm depois de alvejado para ser considerado seguro.

Camada Externa

Na parte mais externa do colete, existe uma capa de náilon que “empacota” as camadas à prova de bala e impede a entrada de suor. A capa externa de tecido tem a função de segurar o material à prova de bala e vestir o tórax da pessoa. As tiras de velcro permitem que o mesmo colete possa ser vestido por pessoas de tamanhos diferentes.

O núcleo de Kevlar

É o que dá segurança a pessoa que o veste. Como o kevlar é um tecido, suas fibras podem ser costuradas e  com isso podem ser até cinco vezes mais resistentes que o aço. Vale lembrar que é o material mais utilizado na produção de coletes à prova de balas.

Tipos de fibras

Outro material também utilizado para a produção de coletes é o Vectran, que inclusive é capaz de apresentar resistência até duas vezes superior à do Kevlar, chegando a ser até 10 vezes mais resistente do que o aço (o dobro do Kevlar). Pelo simples fato de ser mais resistente, o Vectran é utilizado pela NASA na proteção de cabos e no revestimento de sondas como as utilizadas nas missões Spirit e Opportunity, que foram enviadas a Marte.

No total, existem 6 tipos de proteção entre os coletes à prova de balas. Bora conhecer cada um?

Proteção nível I: O colete com proteção nível 1 pode resistir a um impacto de velocidade entre 259 e 320 metros por segundo.. Geralmente armas como calibre 38 e 22 estão entre as que disparam projéteis com essas características. É conhecido por ser o colete mais simples de todos.

Proteção nível II – A: Pode resistir a impactos de velocidades entre 332 e 381 metros por segundo. Geralmente armas como as pistolas 9 milímetros e Magnum .357 estão entre as que disparam projéteis com essas características.

Proteção nível II – B: Possui um pouco mais de resistência comparado ao seu antecessor “II – A”. Coletes com essa característica pode resistir a disparos de entre 358 e 425 metros por segundo. Mesmo sendo um pouco mais resistente que o anterior, ele acaba sendo utilizado como defesa para armas do mesmo calibre do nível anterior.

Proteção nível III – A: É capaz de resistir a impactos com velocidades médias de 427 metros por segundo. Geralmente armas como as pistolas 9 milímetros e as Magnum .44 estão entre as que produzem impactos nessa média.

Proteção nível III – B: MUITO mais resistente que seu antecessor “III – A”, coletes com essas características são capazes de resistir a impactos com até 838 metros por segundo. O rifle Winchester .308 é uma das armas que podem atingir esse impacto.

Proteção nível IV: É capaz de resistir a impactos de até 869 metros por segundo. É conhecido por ser um dos coletes mais resistentes comercializados. Armas como M2 Armor Piercing .30 são humilhadas por esse colete.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

Pipoca faz bem para a saúde?

Próximo Artigo

Por que a internet foi criada?

Postagens Relacionadas