12 Curiosidades incríveis sobre tipos sanguíneos

Memorizar seu tipo sanguíneo é fundamental por vários motivos, desde saber de quem você pode aceitar transfusões até para quem você pode doar seu sangue. No entanto, o que pouca gente sabe é que médicos e cientistas têm feito cada vez mais pesquisas sobre como os tipos sanguíneos podem afetar a saúde da população em geral.

Estudos recentes descobriram que o tipo de sangue de uma pessoa pode influenciar desde um risco aumentado de depressão a uma probabilidade maior de desenvolver diabetes. Curioso para saber o que o seu próprio tipo sanguíneo tem a dizer? Então, continue lendo para descobrir!

1. Em 1909, o cientista austríaco Karl Landsteiner se tornou a primeira pessoa a identificar corretamente os quatro tipos sanguíneos principais. É graças a sua pesquisa que agora sabemos quais tipos de sangue utilizar (e quais não usar) em pacientes que precisam de transfusões. Em 1930, ele foi recompensado por suas contribuições ao receber o Prêmio Nobel de Medicina.

2. Se você tem sangue do tipo O, saiba que seu coração está com sorte. De acordo com uma pesquisa apresentada no Congresso Mundial de Insuficiência Cardíaca Aguda de 2017, os indivíduos com esse tipo de sangue têm menos probabilidade de sofrer um ataque cardíaco ou derrame.

3. A minoria da população que possui tipos sanguíneos com Rh negativo apresenta um maior risco de desenvolver certos problemas de saúde mental. Um estudo de 2015 publicado na revista PLoS One descobriu que “os homens com Rh negativo relataram mais frequentemente certos transtornos de saúde mental, incluindo transtornos de pânico, transtornos de personalidade anti-social e déficits de atenção.”

4. Embora o tipo O seja o tipo de sangue mais comum de um modo geral, ele é especialmente prevalente na comunidade latino-americana. De acordo com a Cruz Vermelha americana, aproximadamente 53% dos latino-americanos são do tipo O+ e 4% do tipo O-.

5. O sangue do tipo O- tem uma demanda extremamente alta nos hospitais, não apenas porque ele é um dos tipos de sangue mais raros, mas também porque é o “doador universal”. Como O- é Rh negativo, ele pode ser administrado a pessoas com tipos sanguíneos positivos e negativos dos tipos de sangue A, B e AB.

6. Se o seu tipo sanguíneo for AB+, você está com sorte. Esse tipo de sangue é conhecido como “receptor universal”, visto que as pessoas que o têm circulando em suas veias podem receber sangue de qualquer doador do tipo A, B, O ou AB.

7. Em um estudo de 2004 publicado no Journal of Medical Entomology, os pesquisadores descobriram que uma espécie de mosquito (Aedes albopictus) pousou em 83% dos indivíduos com sangue do tipo O e apenas em 47% dos indivíduos com sangue do tipo A. Os cientistas acreditam que os mosquitos podem sentir os açúcares que algumas pessoas secretam através da pele, com base no tipo de sangue.

8. O câncer de estômago e o sangue tipo A parecem andar de mãos dadas. Isso é o que descobriu um estudo de 2015 publicado na revista Cancer Epidemiology, que descobriu que as pessoas com sangue do tipo A tinham 38% mais probabilidade de desenvolver câncer de estômago do que aquelas com sangue do tipo O.

9. Ao que parece, pessoas com sangue do tipo B têm maior probabilidade de desenvolver certos tipos de câncer. Um estudo de 2012 publicado no World Journal of Gastroenterology descobriu que indivíduos com sangue do tipo B tinham cerca de 50% mais probabilidade de serem diagnosticados com câncer de esôfago e biliar.

10. A-, B+ e B- são os tipos sanguíneos mais incomuns, sendo que menos de 10% da população tem algum desses tipos de sangue correndo em suas veias.

11. Você sabia que os tipos sanguíneos também parecem desempenhar um papel na maneira como o corpo responde e se recupera do estresse? Um estudo descobriu que os indivíduos com sangue tipo A eram mais propensos a responder em excesso a pequenos estresses, tendo níveis de cortisol (hormônio do estresse) mais altos do que outros tipos de sangue.

12. Somente nos Estados Unidos, mais de 4,5 milhões de vidas são salvas por transfusões de sangue a cada ano. De fato, cerca de uma em cada cinco pessoas internadas em hospitais vai precisar de transfusão de sangue.

E então, sabia todas estas coisas?

Vamos aprender, sempre! Conhecimento é sempre bem vindo. Lembre-se de deixar a sua opinião nos comentários e se tiver mais alguma curiosidade para compartilhar, estamos ansiosos para saber.

Total
0
Shares
Artigo Anterior

O modo anônimo é mais seguro do que a navegação normal na Internet?

Próximo Artigo

Os canhotos são mais inteligentes?

Postagens Relacionadas